Planos de atividades - oficinas a partir de temas de filosofia

Oficinas de Filosofia - Planos de atividades elaborados pelos bolsistas do PIBID


Os planos abaixo listados foram elaborados pelos estudantes do Curso de Licenciatura em Filosofia da Universidade de Caxias do Sul, participantes do PIBID/UCS. Nesta página você encontra um índice dos planos, com identificação e ementa. Clicando no link de cada item você será remetido ao detalhamento dos planos. Esse planejamento integra um processo formativo de estudos sobre a filosofia e seu ensino. Em etapa posterior serão também divulgados estudos sistematizados na forma de artigos que apresentarão resultados desses estudos, planejamentos e intervenções com estudantes de Ensino Médio. Ao divulgarmos estes planos visamos contribuir com a qualificação do ensino de Filosofia. Não se trata de apresentar técnicas ou fórmulas para o ensino de Filosofia. Antes disso, compartilhamos nosso trabalho no intuito de participar de um debate mais amplo. Complementarmente, nas postagens do Blog você poderá ler relatos sobre o desenvolvimento dessas atividades com estudantes do Ensino Médio na Escola Estadual São Caetano, de Caxias do Sul.


PLANOS DE ATIVIDADES ELABORADOS EM 2016


Autores: Andrew Moura, Patric de Oliveiras Peres, Tenisa Zanoto Boeira, Suzy Menegat, Rodrigo Souza da Silva, Everton Ferri, Éverton Luiz e Viviana Furlan

Ementa: Com seus colegas ao seu lado em uma longa jornada pela Grécia Clássica você está! Resta saber se estarias tu pronto para argumentar, se localizar em um mapa, discutir papeis na sociedade da quela época e resolver o enigma de Delfos! Prepare os argumentos que dados vão rolar!





Oficinas realizadas na IX Etapa Regional da Olimpíada de Filosofia
Título do plano/oficina: Eu mudo o mundo
Autores: Tenisa Zanoto Boeira e Cristian Luis Dall’agnol Santos
Ementa: Eu mudo o mundo: Proposta de discussão baseado na condição humana onde somos o que determinado ser, que implica na crença da condição racional da humanidade como autora e atora de suas ações, partindo de si e voltando-se para a responsabilidade sobre o mundo que nos cerca.

Título do plano/oficina: Pensar antes de agir
Autor: Patric de Oliveira Peres
Ementa: A filosofia é inútil para o agir do dia a dia? Será que tudo o que nós fazemos não tem um fundamento por trás? Um conceito que nos guie? Ao pensarmos sobre isso podemos ver a relação do pensar e do agir. Para Deleuze e Guattari esta relação é fundamental na filosofia.

Título do plano/oficina: Sobre a felicidade
Autores: Éverton Luis Ferri e Danimar Bonai
Ementa: Existe um caminho para a felicidade? Ser feliz implica satisfazer os desejos a todo o momento? É na experiência e/ou nas atividades racionais que alcançamos a felicidade? Podemos ser felizes sozinhos? Vale à pena buscar a felicidade a todo custo? Nesta oficina vamos ver o que Aristóteles tem a nos dizer sobre essas e outras questões.

Título do plano/oficina: A experiência absurda do existir
Autores: Éverton Luiz e Suzy Menegath
Ementa: É absurdo querer mudar o mundo em que estamos? Revoltar-se, pode ser uma maneira de relacionar-se consigo mesmo e com o mundo? Ao aprofundarmos estes vínculos, dar-se-á início a reflexões sobre existência. O filósofo contemporâneo Albert Camus é quem dita algumas possibilidades à atividade.


Oficinas realizadas com a finalidade de trabalhar algum ponto de destaque em autores específicos
Título do plano/oficina: Karl Marx

Autor: Danimar Bonai

Título do plano/oficina: Ética do dever em Kant
Autor: Patric de Oliveira Peres


Título do plano/oficina: Nietzsche: Estudando valores morais
Autor: Éverton Luiz e Éverton Luis Ferri


Oficinas realizadas com o intuito de encerramento das atividades do PIBID durante o ano de 2016
Título do plano/oficina: O Princípio Responsabilidade
Autores: Éverton Luis Ferri e Mateus Maciel

Título do plano/oficina: Cuidar de si é plagiar a si mesmo

Autor: Danimar Bonai e Cristian Luis Dall’agnol Santos

Título do plano/oficina: Oficina sem título número 3 (ética-estética)
Autor: Patric de Oliveira Peres

Título do plano/oficina: Por que ser feminista?
Autores: Suzy Menegath e Éverton Luiz 

PLANOS DE ATIVIDADES ELABORADOS EM 2015

Autor: Lucas Adriano dos Santos
Ementa: Nem sempre é fácil comunicar certas coisas a alguém. Que cuidado tu tens ao revelar informações, ou emitir uma opinião?  Afinal, ser sincero é bom ou ruim? Para Foucault, ser sincero é colocar a própria sobrevivência em jogo… e aí, vai encarar?


Título do plano/oficina: A finitude humana em Heidegger
Autor: Rodrigo Souza da Silva
Ementa: Será a morte um bem ou um mal? De que forma tu vês a morte? Ela é pessoal? impessoal? 
Em um processo de construção intelectual, procuramos explicar as implicações da morte sobre a vida, bem como a busca humana pela imortalidade. Buscando em Heidegger os conceitos necessários, conceituamos o ser-para-a-morte como um ser-de-projetos que possui como projeto último e inevitável em sua hora derradeira a faticidade da morte e a finitude do Dasein enquanto Ser em existência.

Título do plano/oficina: Fala sério! Só porque nasci animal racional, preciso carregar superioridade irracional?
Autores: Éverton Luiz e Viviana Furlan
Ementa: Existe algum desequilíbrio ou preconceito oculto entre os diferentes animais? Como a relação do homem com o animal evoluiu? Aqui estes vínculos serão explorados ao abordar a problemática passagem da posse à humanização de animais não humanos. Um olhar sobre a ética de Singer e o hiperconsumismo de Lipovetsky na tentativa humana de modificar ao outro a ponto de consumi-lo neste ato, mesmo que no intuito primeiro de protegê-lo. Quais intenções movem nossas ações diante do cuidado, acolhida ou alienação perante a importância deste outro não-humano em nossa existência. Podem existir relações ocultas de poder e submissão do outro neste nosso ato de cuidar?


Título do plano/oficina: Preciso do outro para viver bem?
Autor: Patric de Oliveira Peres
Ementa: E se o que te levasse a uma boa vida estivesse em quatro remédios? Se tu soubesses quais são as medidas exatas que te trariam a felicidades e ao outro, o que faria? Tomaria as devidas medidas propostas por Epicuro?


Autor: Andrew Moura

Ementa: Das diferenças que estão estampadas nos rostos, qual a minha responsabilidade? Qual é a diferença entre o eu e o outro? Não está na cara? Não é óbvio? O que Levinas acrescenta a essa discussão?


Título do plano/oficina: O outro que não é eu, é quem?
Autor: Matheus Pinto Zaro

Ementa: Quem são essas pessoas que passam todo dia por nós, mas não se identificam? Muitas vezes julgamos o outro sem saber quem é esse outro. Essa oficina pretenderá fazer um mergulho naquilo que é mais profundo no ser humano. E quando chegarmos nas profundezas do ser humano, iremos procurar o outro, que não deve estar fora do ser humano, mas dentro dele. O filósofo Arthur Schopenhauer será nosso aliado para essa aventura.

Título do plano/oficina: Ética - sensibilização e assimilação da ação solidária virtuosa e atemporal. Sou agente de solidariedade ou de caridade?  
Autores:  Lucas Adriano dos Santos, Matheus Pinto Zaro, Rodrigo S.Silva e Viviana Furlan
Ementa: O que é ser solidário? Quando sou solidário e quando faço caridade? Há distinção entre solidariedade e caridade? Ações só são solidárias quando voluntárias? O que torna minha ação voluntária? Só há solidariedade quando há necessidades? Cuidar do outro é solidariedade? Sobre essas e inúmera outras indagações constituiu-se o momento inicial deste projeto de grandes proporções futuras. Aqui, buscou-se propiciar um momento de aproximação de conceitos filosóficos referenciais (Aristóteles, Epicuro, Foucault e Schopenhauer) à distinção entre ser solidário ou ser caridoso, a fim de possibilitar a personificação destes elementos construídos em dialogia com a realidade e expressas na oportunidade de aplicação prática autônoma dos nossos jovens, isso através de uma extensão de cada participante ao exercício em liberdade e voluntariedade de adesão conseguintes às intervenções solidárias sociais próprias e coletivas criadas entre eles para além do âmbito escolar.

Título do plano/oficina: Plano de ação para o dia da solidariedade  
Autores:  Eduarda Cristine Viero Lima e Patric de Oliveira Peres
Ementa: Plano de atividade em forma de oficina seguida de plenária de integração que visa promover a reflexão em torno da ideia de solidariedade, a fim de que os alunos tenham subsídios para elaborar o seu plano de intervenção na escola / comunidade.

PLANOS DE ATIVIDADES ELABORADOS EM 2014



Título do plano/oficina: Gincana sobre o cuidado de si
Autores: Cecília Cavalheiro, Márcia Andreolla e Patrícia Deise Santos
Ementa: Nesta oficina são propostos um conjunto de desafios aos estudantes, organizados por equipes, ao estilo "gincana de caça ao tesouro" de modo a promover elementos para um debate filosófico sobre o conhecimento e o cuidado de si.

Título do plano/oficina: Aproximações Entre Filosofia e Games: Análises Éticas em Realidades Virtuais
Autores: Fernando Lopes e Lucas Adriano dos Santos
Ementa: Esta atividade utiliza elementos do jogo The Walking Dead no intuito de proporcionar reflexões éticas em um contexto virtual/real onde é possível avaliar o efeito das ações tomadas dentro de um plano objetivo e imediato.


Autores: Rodrigo S.Silva e Viviana Furlan
Ementa: Pra esta oficina utilizamos os quadrinhos como recurso lúdico, assim foi introduzida a história "O Reino do Amanhã" de Alex Ross para trabalharmos os valores morais dos heróis e o impacto de se fazer justiça com as próprias mãos.


Título do plano/oficina: Ética e Necessidades
Autores: Matheus Pinto Zaro e Ricardo Endrizzi
Ementa: A oficina trabalhou com aspectos do consumo e se precisamos de tudo o que está disponível. Os estudantes viram o Vídeo "O vendedor de morcego morto", da Cia de Humor Barbixas e o Vídeo "Ostentação" do Rafinhas Bastos. Posteriormente, os alunos foram desafiados à fazer um "merchan" de um produto que julga-se inútil. A oficina utilizou métodos teatrais para trazer reflexões éticas.

Título do plano/oficina: O Direito Sobre o Corpo: Deliberções Éticas Entre a Vida e a Morte
Autores: Fernando Lopes; Lucas Adriano dos Santos e Ricardo Endrizzi
Ementa: É justo uma instituição social decidir sobre a integridade física do seu corpo para salvar uma pessoa? Aqui trouxemos uma seleção de cenas do filme Uma Prova de Amor como núcleo para uma discussão filosófica acerca da bioética.

Título do plano/oficina: Como nossa conduta interfere nas relações humanas? Uma investigação partindo do filme "O Senhor das Armas"
Autores: Cecília Cavalheiro, Márcia Andreolla e Patrícia Deise Santos
Ementa: A oficina visa, a partir de um trecho do filme O senhor das armas, promover um debate sobre diferentes concepções de liberdade e as possíveis implicações das escolhas feitas em relação às consequências das ações daí decorrentes.


Título do plano/oficina: Death note e tomada de decisões 
Autores: Rodrigo S.Silva, Viviana Furlan e Matheus Pinto Zaro
EmentaO que justifica nossas ações frente a tomadas de decisões quando embargam consequências para outras pessoas? Fins podem justificar meios? Os direitos como à vida, por exemplo, pode ou deve ser universalmente anterior aos fins? A partir dessas questões orientadoras a oficina propõe elementos de reflexão ética sobre tomadas de decisão tendo como material de apoio e debate o mundo do Death Note ilustrado com trechos de Live Action japonês.

Título do plano/oficina: Reflexão Ética na vida cotidiana
Autores: Rodrigo S.Silva e Viviana Furlan
Ementa: A oficina contou com o suporte de uma retomada de conteúdo visando uma ética na vida de cada um invariavelmente. Através de apresentações teatrais, extraíram-se contextualizações éticas importantes como a alienação no trabalho, a justiça com as próprias mãos, o consumismo desenfreado que assola a sociedade e o cuidado de si diante de tantas possibilidades de auto aniquilação. A partir da imaginação, surgiram excelentes ideias de apresentação destes temas tão pertinentes na vida de cada um.

Título do plano/oficina:  Possibilidades de reconstrução ética na obra O Mágio de Oz
Autores: Lucas Adriano dos Santos, Matheus Pinto Zaro e Patric Peres
Ementa: A atividade em questão procura fazer uma aproximação entre conceitos filosóficos relacionados com a formação ética e elementos presentes na obra O Mágico de Oz. O Homem de Lata, o Espantalho e o Leão servem de caricaturas para as teorias de René Descartes, Nietzsche e Sartre. Neste cenário alegórico nosso objetivo é investigar qual seria a contribuição de cada um destes filósofos para a reconstrução ética do ser humano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário